semana 1

E se eu não quiser esperar?

Um amigo, uma vez, disse-me que “há comboios que só passam uma vez” — e é verdade. Perdemos esse comboio e podemos não voltar a ver outro comboio igual.

Passo muito tempo da minha vida à espera. Na maior parte das vezes, as esperas são por comboios ou por professores que gostam de chegar atrasados. Também costumo esperar por lançamentos de álbuns ou de livros e por amigos que não sabem chegar a horas. Mas há alturas em que fico à espera e não sei de quê.

Aqui há dias, falei do meu plano para o próximo ano e a resposta foi “por que não esperas mais algum tempo?”. Mais? Acho que esperamos demasiado por… pois, por algo que nem sabemos o que é. Estamos aqui, esperamos, vemos algo chegar e deixamos a oportunidade passar sem a agarrarmos porque não é a altura certa, porque agora não dá jeito, porque pode vir algo melhor e então temos de esperar mais um bocado.

Sou uma pessoa paciente, mas acho que não quero esperar mais. Um amigo, uma vez, disse-me que “há comboios que só passam uma vez” — e é verdade. Perdemos esse comboio e podemos não voltar a ver outro comboio igual. Cansei-me de esperar por momentos certos, por melhores oportunidades, por dias melhores.

Se continuarmos assim, a esperar, vamos acabar com oitenta e tal anos, a falar daquelas coisas incríveis que não fizemos porque esperámos demasiado. Se é para dizer, vamos dizer agora. Se é para fazer, vamos fazer agora. Se é para ir, vamos agora. Se é para esperar… esperamos depois.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s