Dez Anos Depois

Fitzwilliam Darcy, um homem que tal como vós, meu querido Thomas, se resguarda do amor verdadeiro e não revela o sentimento verdadeiro que por Elizabeth sente, mas que revelará e lutará.

A nossa história, esta história inspira, meu querido Thomas. Mas ao contrário de nós, eles irão ser felizes.

15 de Julho de 1807

Meu querido Thomas,

Não sei se alguma vez esta carta chegará por diligência até às mãos de vossa tão nobre pessoa ou se ficará junta a tantas outras cartas em que vos declaro o meu amor e as palavras que ficaram por dizer, após voltar a Steventon.

Confesso que deixar-vos foi para a decisão mais difícil de minha tão curta vida e que causei um ataque de nervos a toda a minha família, após desaparecer tão sorrateiramente.

Apenas Cassandra havera sabido de nosso plano louco de casar às escondidas e claro que ela concordou que seria uma ideia maribunda, mas após perder o Sr. Fowle, acredito que havera consentido seja o que fosse que as artes do coração demandassem sobre qualquer uma de nós.

Passaram dez anos, meu querido Thomas. Dez anos desde que vos vi uma última vez e tanta coisa aconteceu.

Como deve ser de seu conhecimento, meu irmão e seu amigo, Henry, tomou a mão de minha prima Eliza no sagrado matrimónio, poucos meses após sua partida,e vivem agora em Londres,onde Henry estabeleceu sociedade em Convent Garden.

Adorava dizer vos em pessoa todos os pesares de minha alma e que seus braços me apoiassem quando as forças de meu corpo sobre mim se abatem.

Que vos pudesse dizer quanto sentimento por si meu coração nutre e minha alma sofre.

Quem não casei nem tenciono casar, muito para o aborrecimento de minha Mãe.

Que em si me inspiro para um dos personagens do meu livro, a quem dei o nome de Sr. Darcy.

Fitzwilliam Darcy, um homem que tal como vós, meu querido Thomas, se resguarda do amor verdadeiro e não revela o sentimento verdadeiro que por Elizabeth sente, mas que revelará e lutará.

A nossa história, esta história inspira, meu querido Thomas. Mas ao contrário de nós, eles irão ser felizes.

Assim como sempre nos imaginei a ser.

Eu vos pertenço Thomas. Vos pertenço de corpo e alma.

Para sempre sua,

Jane Austen

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s