RECUMINITIARE*

Começamos a ver a vida a escorregar entre os dedos e a verdade é que queremos que ela fique mais um bocadinho entre as mãos. Tornar esse bocadinho algo maravilhoso que nos encha a alma e o coração.

Ano novo, vida nova! Diz que sim!

Os verbos mudar e recomeçar sempre foram assustadores para mim! Gosto de ter um ritmo de vida e de trabalho organizado e ponderado, até ao último detalhe, e, quando chega a hora de mudar, normalmente entro em pânico.

Calma, é um pânico subtil! 90% das pessoas que lidam comigo todos os dias nem se apercebem. Mas não gosto, pronto… confesso, gosto da rotina!

Nos últimos dias, e principalmente desde do início deste ano, que tenho pensado mais no verbo recomeçar e no sentido positivo que pode dar à minha vida e, sinceramente, começo a gostar…MEDO! Muito medo!

Acho que isto de estar a chegar aos “intas” claramente me está a afectar.

Começamos a ver a vida a escorregar entre os dedos e a verdade é que queremos que ela fique mais um bocadinho entre as mãos. Tornar esse bocadinho algo maravilhoso que nos encha a alma e o coração.

Depois de um ano de doidos, em que dediquei grande parte do meu tempo ao trabalho, sem férias, sem limites, sem tempo para mim, sem tempo para nós, sem tempo para os outros, cheguei à conclusão que tinha que abrandar e este é o ano para isso.

Preciso de mudar, de ter mais tempo para mim, ter mais tempo para os meus, viajar mais, comer mais, treinar mais, viver mais…preciso de fazer mais do que realmente gosto e menos do que socialmente preciso!

Para já comecei o ano com 4 semanas sem horas extras…às vezes mudanças pequenas do dia-a-dia fazem toda, mas mesmo toda a diferença!

ano novo

* do latim , recomeçar.

Love

C.

Anúncios

Publicado por

The Oof Diary

Claudia, sem acentos, o resultado de uma salada de culturas (cabo-verdiana, italiana, portuguesa e indiana). É um espírito livre de 31 anos que, apesar de não gostar de seguir regras e rotinas é compulsivamente organizada. A moçoila adora viajar, comer, ler, escrever, FALAR, dormir, fotografar, praticar desporto, ser mimada e … tudo o que seja ligado à moda. Por outras palavras, adora viver! Criou o blog "The C World" em março de 2015. Depois de algum tempo apercebeu-se que precisava de algo bem estruturado e mais pessoal. Foi assim que em outubro de 2016 nasceu o “The Oof Diary”. Por lá continua a escrever, primeiro tudo à mão, pois acredita que é aí que está a verdadeira essência da escrita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s