Recomeçando

Faz hoje um mês que foste embora e ainda me sinto vazia. Acreditas que ainda não chorei, que ainda não gritei de dor. As tuas coisas ainda estão por aqui, a nossa música ainda toca no iPod, as nossas fotos ainda estão espalhadas, os teus livros, os teus Moleskines cheios de histórias, as canetas bic que tanto aprecias, tudo está aqui.

Vivo disto, de recordações, do teu cheiro que ainda me preenche cada poro de pele, quando fecho os olhos, arrepio-me, as borboletas voam-me na barriga…

Ele:

Eras o meu lugar favorito, era contigo, ao teu lado, dentro de ti, onde gostava de estar, onde me sentia mais eu, onde escrevi as palavras mais bonitas de sempre, onde tudo se encaixava, eramos perfeitos, unos. Ao teu lado venci medos, ultrapassei barreiras, ao teu lado dei as gargalhadas mais genuínas, ao teu ouvido disse o que na alma tinha. Em ti senti o amor puro, a paixão desenfreada, o prazer desmedido.

O teu cheiro, os teus cabelos, o teu sorriso, a tua voz, a tua pele, a tua ternura, a tua garra, tudo teu ainda me percorre o corpo, ainda me preenche a alma. Tenho saudades…

Não sabia se era para sempre, nunca ninguém o sabe, mais, nós nunca o procurámos, acho que sabíamos que tudo tem o seu tempo, nunca cobraste, nunca exigiste de mim, nunca pediste para não voltar para casa, nunca pediste que a deixasse, talvez soubesses que era melhor aproveitar ao máximo o que vivíamos e que nunca poderíamos ficar sempre…

Mas sim eu amava-te, aliás ainda te amo e fazes-me muita falta, faltas-me.

Ela:

Faz hoje um mês que foste embora e ainda me sinto vazia. Acreditas que ainda não chorei, que ainda não gritei de dor. As tuas coisas ainda estão por aqui, a nossa música ainda toca no iPod, as nossas fotos ainda estão espalhadas, os teus livros, os teus Moleskines cheios de histórias, as canetas bic que tanto aprecias, tudo está aqui.

Vivo disto, de recordações, do teu cheiro que ainda me preenche cada poro de pele, quando fecho os olhos, arrepio-me, as borboletas voam-me na barriga…

Eu sempre soube que não ias ficar muito tempo, que a nossa história teria um fim, prefiro pensar numa interrupção física, pois amar-te-ei para sempre. O que sentimos, o que vivemos é maior que a distância que nos separa e levar-te-ei comigo no coração, passear-te-ei para sempre em mim.

Ainda te amo e vou amar-te sempre.

Ele:

Passaram 8 meses deste a última vez que aí estive, ainda me fazes tanta falta. Hoje consegui ser feliz outra vez, fui pai, sim ele já nasceu, é tão bonito, tão pequeno, tão perfeito, gostava que o conhecesses, que lhe pegasses!

Ainda te amo tanto, sinto que ainda me amas também, o amor entre nós nunca irá acabar.

Nunca pensei ser possível, mas também amo esta outra vida, amo-a a ela, é uma boa mulher, uma boa mãe, não lhe consigo fazer mal e amo tanto esta pequena parte de mim que hoje nasceu.

Lembras-me do nosso primeiro beijo? Chovia, beijámo-nos e ficámos parados à chuva, mais do que os nossos lábios, os nossos olhares uniram-se finalmente. Prisioneiro de ti, dos teus lábios, dos teus olhos, do teu sentir. Penso muito nesse dia, de como finalmente ganhei coragem e de ti me aproximei, há muito que já te queria, há muito que já te amava secretamente e no fundo já sentia que me amavas também. Aquele dia foi sem dúvida um dos meus dias de sorte!

Por favor sê feliz, serei mais feliz assim, sabendo que ficas bem.

Ela:

Hoje sonhei com a última vez que fizemos amor. Acordei a chamar por ti. Estavas tão presente em mim, ainda te sentia dentro de mim, ainda sentia o sal das tuas lágrimas na despedida.

Amámo-nos no chão.

Naquele dia não te olhei, fechei os olhos e só te senti. Não queria recordar o teu rosto naquele dia em que me amaste pela última vez, estava amargo, estava consternado, já não eras meu.

Sei que só querias fazer as coisas bem para todos. Só vives o preto ou o branco. Durante 5 meses viveste o arco-íris, eu sei, vivemos todas as cores, mas não te permitiste mais. Deixaste-nos morrer…

Compreendo.

Até aceito.

Mas nunca te esquecerei e serás sempre meu prisioneiro, não sairás da minha pele, do meu coração, da minha alma, da minha memória.

Ele:

Estou feliz, ele chamou-me pela primeira vez papá!!

Imagino-te feliz também. Por favor diz-me que estás feliz!

Vamos fechar isto?

Esta foi a última frase que te disse… Não foi a mais bonita, foi a certa… Eu sei que não poderemos nunca fechar, estarás sempre no meu coração, és a minha metade. Tudo devia ter acontecido antes, teria sido tão mais fácil, aliás teria sido perfeito, mas encontrámo-nos tarde, eu tinha outra vida, outra mulher a quem devo amor, respeito e fidelidade.

Obrigada por me compreenderes.

Ela:

Hoje acredito no destino, acredito em almas gémeas, acredito que a nossa metade anda por aí à solta, perdida. Nem todas se encontram, há quem viva sem nunca saber quem é, só porque nunca encontrou a sua outra parte. Só posso dar graças, agradecer, sou uma privilegiada, uma sortuda, faço parte dos poucos que encontram a sua metade. Eu sei que tu existes, eu sei que contigo tudo é perfeito. Encontrámo-nos tarde demais, foi isso.

Já não sofro, sou feliz.

Ele:

Recomecei a viver na plenitude, vivo a tua ausência com tranquilidade, vivo todos os dias com respeito pela vida, pelo que dela já recebi. Faço o que melhor sei, escrevo sobre gente, sobre vidas, sobre amor, alcancei o reconhecimento. Tenho a vida que sempre pensei ter, o sucesso profissional, a intensidade, as viagens, a família e a minha metade, tu!

Amo-te

Ela:

Recomeços, sim acredito neles, são bons, dão-nos esperança, fé. Hoje vi-vos passar, aos três, não me viste, estavas feliz e eu estou feliz por isso. Vivo cada dia como se fosse o último, sim quero aproveitar, quero viver com alegria, com fé, com energia, quero deixar a minha marca aqui. É esta a minha nova forma de ser, de estar e de agradecer à vida por te ter encontrado, a ti, minha metade!

Amo-te

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s