Ode à luz

Avançam, incólumes,

Olhos postos no objetivo.

Sem critério seletivo,

Esmagam a terra valida.

 

Comandados pelo ódio e o terror,

Proferem palavras de ordem febril,

Esmagam em toda a cidade o ardil,

Profanam por todo o lado o horror. Continue a ler “Ode à luz”