Abril 2016

Terra perdida

– Tudo isto – a vida, o mundo, as pessoas que nascem e que morrem – é circular. Está tudo interligado e há uma razão para qualquer acontecimento, por mais insignificante que pareça. E todos temos um propósito para cada momento. Podes procura-lo e concretiza-lo conscientemente, ou podes tentar fugir-lhe. Mas ele vai sempre alcançar-te. Estares aqui não é um privilégio puro. Para tu seres tu, teve de haver um equilíbrio e alguém teve de deixar espaço livre para ti. Continuar a ler

Anúncios
Standard
Dezembro 2016

Super-Homem

O médico olhou em volta. Junto à janela, numa mesa redonda, estavam expostas diversas molduras. Nalgumas viam-se dois bebés, mais tarde rapazinhos, noutras relatava-se o casamento da rapariga que abrira a porta. Mas, na sua maioria, a mesa era dominada pelo retrato de um senhor de olhos negros e profundos sulcos junto aos lábios, indubitavelmente o marido da senhora que se encontrava reclinada naquela cama.

Continuar a ler

Standard
Novembro 2016, Uncategorized

Até que a morte os una

Lembro-me ao detalhe, como se estivesse a revivê-lo, do momento em que prometi amar-te e ser-te fiel para o resto da vida, na saúde e na doença, até que a morte nos separasse. Lembro-me do nó que me magoava a garganta quando engoli em seco antes de, perante as nossas famílias e todas as pessoas que nos eram importantes, te mentir. Sorriste-me emocionado. Fechei os olhos para que não lesses nele a verdade.

Continuar a ler

Standard